terça-feira

Hoje

fazer hoje


apanhar sementes da manhã
lançar no terreno fértil da alegria 


abraçar o vento, beijar a lua e transar com o universo


escrever o capítulo
dizer o sim
alongar os músculos
exercitar a paciência
embalar aquele presente


virar a página ou queimar de vez o livro


tomar sol num gole só
grafitar a parede da dúvida
fotografar o vazio que abriga a fé


aquietar as fúrias calamitosas
uivar e gozar
dançar e cantar
cirandar e celebrar


hoje: 
viver o hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário