segunda-feira

Sinal

Este escrito tem assinatura de sal 
https://www.youtube.com/watch?v=JmKWrUJjxTk


como o sal
eu me diluí no mar
dos olhos
de ressaca...

foi Machado quem me ensinou

que o tempo
altera
e transforma

obliquamente falando

este escrito é
não sobre o amor


eu que saltei do meu barco

para nadar em mim
não entendi que seria sereia
insisti nos pássaros
ter asas
letras e palavras livres
corpo e liberdade
caminhos de areia
e de folhas
jardins de frases

plataformas

estações
ventos

tempestades

lampejos
despedidas
boas vindas

sementes...







sexta-feira

Faltou dizer...

que houve luta
e luto

alegria
e alergia

azia teve muita
muito silêncio bruto
e muita palavra que não serviu prá nada


"coração é terra que não se anda"



da tua vaidade não posso dizer
tão difícil é esse momento
desfiar estes fios e colher estes ventos



faltou dizer que meu coração
é um mosaico vivo


essa dor não é de mais ninguém

paz e arroz
e uma eternidade para ser feliz

seja. 



sábado

O punhal da ternura

instrumento cortante

suspiro enlouquecido de doçura

mas há o tempo...



agora, um pássaro

asa cicatrizada
pronto para voar
desengaiolado 

o punhal da ternura entra pelas vias emocionais




em galhos, cavernas e tocas

os trabalhos recomeçarão...